quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Fwd: FW: Este autor deixa-nos uma lição de fidelidade à Palavra


Subject: Este autor deixa-nos uma lição de fidelidade à Palavra
 

Nascido em 1870, no condado de Ohio, no estado Americano de Kentucky, Harvey Boyce Taylor (popularmente conhecido como H. Boyce Taylor) foi o quarto numa longa linhagem de pastores Batistas, em sua família. Seu bisavô, Joseph Taylor, foi o primeiro pastor Batista calvinista de sua família, seguido por Alfred Taylor, seu avô, e W.C. Taylor, seu pai. H. Boyce teve o grande prazer de ver o seu próprio filho, Boyce Taylor, também ser chamado ao ministério e servir como pastor Batista em uma congregação.

A H. Boyce Taylor, devemos nossa imensa gratidão por sua defesa absoluta das doutrinas bíblicas da igreja, junto com ensinamento básico e vital contra o evolucionismo, a maçonaria, e o Arminianismo.

Convertido enquanto criança, durante o ministério do seu pai, W. C. Taylor, H. Boyce logo sentiu o chamado ao ministério. Sentindo a necessidade de uma educação teológica e tendo oportunidade de cursar aulas na Faculdade Bethel, em Russelville, Kentucky, ele se dedicou ao estudo da Palavra de Deus, junto com aquilo que estudava em suas aulas. Formou-se com uma ótima base teológica e resolveu continuar seus estudos, adquirindo dois mestrados e um doutorado, em seguida. O mais notável não é apenas o alto nível de educação que ele adquiriu, mas o fato que ele conseguiu pastorear várias igrejas batistas, durante este período de estudos!

Logo em 1897, recebeu um convite para pastorear a Primeira Igreja Batista de Murray, uma congregação de tamanho médio (tendo 127 membros na época), no estado de Kentucky, o qual aceitou. Alguns meses depois de aceitar este pastorado, casou-se com Maime Peay, filha de um renomado pastor Batista de Kentucky, Dr. J. M. Peay.

Tanto em seu primeiro ano de pastorado, quanto nos 34 anos até a sua morte, sua vida e pastorado foram notáveis por sua determinação de seguir a Bíblia em tudo.

Mesmo sendo criticado no início, H. Boyce Taylor declarou que a disciplina corretiva seria mais uma vez praticada na Primeira Igreja Batista de Murray, pois havia sido deixada de lado até aquele momento. Deus abençoou seu comprometimento com a pureza da noiva de Cristo, e, no fim do seu ministério, quando morreu, em 1932, a Igreja Batista de Murray tinha 524 membros fiéis!

H. Boyce Taylor também estava comprometido com o evangelismo e missões. Em 1896 — um ano antes do início de seu pastorado —, a Primeira Igreja Batista de Murray tinha contribuído apenas US$21,00 para missões e missionários. No início do seu pastorado, H. Boyce Taylor começou a pregar com firmeza a doutrina bíblica acerca do dízimo. Logo, as finanças da igreja e o apoio aos missionários melhoraram, e, durante todo o ministério dele, esta igreja conseguiu contribuir US$180.000 para missões — uma média de US$6.500 por ano!

H. Boyce Taylor não só pregava a necessidade de evangelizar a comunidade de Murray — no qual teve muito êxito —, mas também pregava a necessidade de levar o evangelho aos lugares mais distantes. Sua paixão pessoal foi o Brasil. A Primeira Igreja Batista de Murray mandou e sustentou vários missionários na Amazônia, que começaram várias igrejas. Em 1922, H. Boyce Taylor visitou o Brasil, onde pregou na Convenção Batista Brasileira, no Rio de Janeiro.

Sua fidelidade ao evangelismo e às doutrinas da Bíblia levaram a Primeira Igreja Batista de Murray a ser descrita como "a maior igreja missionária do mundo" e "o mais próximo ao padrão neo-testamentário", por homens como B. H. Carroll e J. G. Love.

Embora o pastorado e o evangelismo fossem de suprema importância ao H. Boyce Taylor, ele também achou tempo para combater pastores e autores de outras denominações, defendendo sempre a base bíblica e história dos batistas. Também foi autor de vários livros, os principais sendo Porque Devemos Ser Batistas, Resumos Bíblicos Contra Heresias Perigosas, Estudos em Romanos, Estudos nas Parábolas, Atos dos Apóstolos, além de panfletos tais como O Significado de "Ekklesia".

Durante o seu ministério, por ter atingido grande popularidade entre os batistas dos Estados Unidos, muitos pais deram o nome de Harvey Boyce para seus próprios filhos recém-nascidos. Sempre que H. Boyce Taylor ouvisse que mais um menino tinha sido assim nomeado, ele procurava o endereço de seus pais e mandava uma cópia autografada de Porque Devemos Ser Batistas.

Um homem é conhecido por seus amigos, e H. Boyce Taylor teve um grande legado de amizade e cooperação com batistas fiéis e comprometidos à obediência a palavra de Deus, tais como B. H. Carroll, T. T. Eaton, T. T. Shields, J. R. Graves, J. M. Pendleton, J. N. Hall e John A. Broadus.

H. Boyce Taylor tem muito a nos ensinar sobre a humildade. Embora fosse convidado a pastorear igrejas de maior prestígio, as quais ofereceram salários significantemente maiores, Taylor recusou-se a deixar a Primeira Igreja Batista de Murray, e o seu salário inicial de US$400 por ano. No seu terceiro ano de pastorado, ele deixou de receber seu salário, recebendo apenas aquilo que seus membros quisessem dar — para que os missionários pudessem receber ainda mais! Tal desconsideração com o seu próprio salário é rara, entre muitos dos homens que se dizem pastores, hoje em dia.

H. Boyce Taylor deixa-nos uma lição de fidelidade à Palavra, comprometimento à igreja de Cristo, humildade e bom caráter, em todos os seus negócios. Que Deus nos dê tais pastores — e crentes — hoje!

Uma palavra sobre a biografia

É uma realidade que agrada a Deus usar "vasos de barro", homens falhos, em Sua obra. Apesar de não concordarmos com tudo que este autor fez em sua vida ou com tudo que escreveu, acreditamos que tem muitas coisas edificantes em seus livros e em seu exemplo. Por isso quisemos compartilhar um pouco de sua vida, em nosso informativo desse mês. Nosso objetivo não é exaltar a H. B. Taylor ou a qualquer outro homem, mas ao trabalho que Deus realizou através deles. Esperamos que lhe seja tão edificante aprender um pouco sobre esses vasos de barro, quanto tem sido para nós da equipe Palavra Prudente.

Leia online:
A Participação das Mulheres nos Trabalhos nas Igrejas Batistas

Adquira o livro:
A Participação das Mulheres nos Trabalhos nas Igrejas Batistas

Sempre dispostos a servir-lhe em Cristo,
Pr. Calvin e a Equipe Palavra Prudente
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Novidades: Twitter / Facebook
Livros, estudos, hinos e pregações: Loja Prudente
Pregações em Áudio e Vídeo: www.Vede.com.br

Missões é a continuação daquilo que Jesus começou a fazer e a pregar.
-- Harvey Boyce Taylor

©2012 Imprensa Palavra Prudente | Caixa Postal 4426 | Presidente Prudente - SP | Brasil

Este e-mail foi enviado para valberlaiber@hotmail.com. Para garantir que continue a receber os nossos e-mails, por favor, adicione nosso e-mail à sua lista de endereços.. Ver esta mensagem na web aqui. você também pode encaminhar este e-mail à um amigo..
Cancelar assinatura.

Powered by Mad Mimi®




--

+   @ErlonBR