segunda-feira, 19 de abril de 2010

Pra sorrir. A bicha suicida...

da...
Para:


        A Bicha Suicida


Uma "bichinha" desesperada, desiludida de tudo, subiu ao 20º andar de um edifício no centro de São Paulo. Encontrou uma sala vazia e entrou, trancou a porta, subiu para a janela tomando coragem para saltar e acabar com a vida.  

Juntou-se uma multidão lá em baixo. Todos a olhar para cima esperando a qualquer momento que o infeliz saltasse e se esborrachasse no asfalto.

Mulheres choravam nervosas, outras rezavam, outras gritavam palavras animadoras. E a "bichinha" suicida lá, indiferente ao que se passava embaixo, preparando-se para saltar.

 Entretanto, aparecem os bombeiros, todas as emissoras de TV, rádios e a Brigada Militar, o pessoal dos Direitos Humanos. O trânsito parou, engarrafamento total. Os bombeiros subiram até o andar e tentaram arrombar a porta, mas era blindada e não conseguiram.

Eis que um bombeiro conseguiu entrar pelo apartamento ao lado, debruçou-se no parapeito e tentou conversar com a bicha suicida para que não cometesse aquele ato:

- Pensa nos teu pais, como vão eles sofrer! - implorou o policial.

- Eu sou órfão!

- Então pensa na tua mulher, nos teus filhos, que vão ficar desamparados!

- Eu sou gay!

- E no namorado?!

- Ele terminou comigo. É por isso que quero me matar!

Aí o policial ficou atrapalhado sem saber mais o que dizer. Mas teve uma idéia:

- Então pensa no Palmeiras, meu amigo, pensa nas trancinhas do Wagner Love, pensa no Palestra Itália lotado, pensa nas porquinhas torcendo, pulando de alegria, nos gritinhos, pensa nisso, Bicha de Deus!!

- Mas eu sou CORINTHIANA !

- CORINTHIANA !!!??? Então pula, vagabunda filha da puta, pula .. antes que eu te empurre !!!!