domingo, 6 de novembro de 2011

Pai, ... venha o teu Reino.

VERSÍCULO:
  Certo dia Jesus estava orando em determinado lugar. Tendo
terminado, um dos seus discípulos lhe disse: "Senhor, ensina-nos a
orar, como João ensinou aos discípulos dele". Ele lhes disse:
"Quando vocês orarem, digam:" Pai! Santificado seja o teu nome.
Venha o teu Reino."
   -- Lucas 11:1-2

PENSAMENTO:
  Esta é a quinta vez no seu Evangelho que Lucas fala de Jesus
orando (3:21; 5:16; 6:12; 9:18, 28-29). Os discípulos devem ter
percebido quão importante para o Mestre foi a oração. Eles não
pediram uma teologia de oração ou uma série de lições sobre
intercessão. Eles queriam saber como orar. E Jesus os ensinou.
Embora uma oração como esta pode ser repetida, ela serve mais de
modelo de como orar do que padrão a ser reproduzido. A ordem é
importante. A primeira palavra é "Pai" e a segunda, "santificado".
Se começamos com Deus e com a devida atitude para com Ele, todo o
resto fluirá naturalmente. O primeiro pedido dos discípulos e o
supremo desejo de todo seguidor de Jesus deve ser de que Deus seja
honrado e sua vontade realizada aqui na terra. Que nossos desejos
estejam alinhados com esta oração em tudo que pedimos a Deus e tudo
que Ele espera de nós.

ORAÇÃO:
  Santo e eterno Pai, não somos dignos de chamar o Senhor de Pai.
Mas, agradecemos que fomos concedidos este privilégio pelo
sacrifício de Jesus. Que o nome dEle e do Senhor seja glorificado e
honrado em nossas vidas. Que possamos viver hoje o supremo
propósito desta oração. Em nome de Jesus oramos. Amém.

http://www.hermeneutica.com/jd/2/1102.html