quarta-feira, 26 de outubro de 2011

polemica sobre curas


VERSÍCULO:
  "Curem os doentes que ali houver e digam-lhes: O Reino de Deus
está próximo de vocês."
   -- Lucas 10:9

PENSAMENTO:
  Jesus não disse "curem os que tenham fé" ou "curem os que venham
para a sessão de curas". Ele mandou os discípulos curarem todos que
precisassem. Hoje, muitos supostos "apóstolos" modernos só
conseguem curar determinadas doenças em determinados horários. É
muito diferente daquilo que Jesus esperava dos seus discípulos.
"Curem os doentes que ali houver" ele disse. Ou seja, não havia
limites ou desculpas por não curar. Por que será que há essa
diferença? E a mensagem dos discípulos? Não era a mensagem de curas
ou de prosperidade de acordo com a oferta. Era a mensagem da vinda
do Reino. O Reino de Deus é bênção com ou sem salário porque é a
presença de Deus em nós e entre nós. Mas, o Reino significa também
nossa rendição ao domínio de Deus, nossa submissão à vontade dEle.
Será que é isso que nós queremos?

ORAÇÃO:
  Eterno Deus, queremos as coisas boas como cura, mas, temos medo
da presença do Senhor. Sabemos que teremos que abrir mão de coisas
que gostamos, de desejos e hábitos. Por que será que não
conseguimos ver que muitas destas coisas são os sintomas da maior
de todas as doenças, o pecado? Cure-nos desta doença, nosso Deus, e
que o Reino do Senhor venha em nossas vidas. Hoje e para sempre.
Amém.

http://www.hermeneutica.com/jd/2/1021.html