sexta-feira, 26 de março de 2010

injustiça e perdão.


> VERSÍCULO:
> "E se alguém quiser processá-lo e tirar-lhe a túnica, deixe que
> leve também a capa."
> -- Mateus 5:40
>
> PENSAMENTO:
> Oswald Chambers avisou "Nunca procure justiça neste mundo; mas,
> nunca deixe de concedê-la." Vamos passar por muita injustiça aqui,
> porém, temos que sempre devolver na única moeda que Jesus aceita
> usar - amor. É difícil amar uma pessoa que tira vantagem de nós ou
> que fere os nosso "direitos". É por isso que Jesus tinha que mandar
> que tomássemos esta atitude. Não é o natural. O natural é querer
> que a pessoa seja obrigada a reparar a injustiça ou a devolver o
> que tirou de nós. No entanto, o discípulo não quer o natural, e sim
> o sobrenatural. O discípulo quer o que apenas Deus pode fazer, que
> é uma mudança radical no mundo começando conosco. Para o discípulo
> de Jesus só há uma coisa que vale a pena brigar para alcançar - a
> alma humana. Para isso o discípulo está disposto a fazer de tudo ou
> deixar de fazer de tudo, se seu esforço valerá uma alma. Há
> situações em que temos que escolher entre justiça para nós ou a
> graça de Deus para um outro. O que Jesus escolheria?
>
> ORAÇÃO:
> Pai, eu sei que não devo ficar surpreso quando passo por perdas
> aqui. Mas, eu fico. E às vezes reajo como homem e não como filho de
> Deus. Perdoe meus pecados e ajude-me a perdoar os dos outros e a
> comunicar para eles seu imenso amor, como Cristo mostrou a mim. Em
> nome de Jesus eu oro. Amém.
>
> http://www.hermeneutica.com/jd/1/0117.html