sábado, 28 de janeiro de 2012

Obras de Justiça?


VERSÍCULO:
  "Tenham o cuidado de não praticar suas 'obras de justiça' diante
dos outros para serem vistos por eles. Se fizerem isso, vocês não
terão nenhuma recompensa do Pai celestial."
   -- Mateus 6:1

PENSAMENTO:
  Jesus encorajou boas obras em seus discípulos (5:14-16). O
motivo era para que Deus fosse glorificado, para que Deus recebesse
o reconhecimento como autor daquelas obras. Às vezes, o desejo de
fazer o que agrada a Deus se mistura com o desejo de agradar aos
homens. Não vemos a reação de Deus, nem ouvimos a sua aprovação. Ao
mesmo tempo, amigos e irmãos em Cristo nos elogiam. Seu desejo é
bom, de nos encorajar a viver o Evangelho. Mas, em tudo o inimigo
trabalha. Se começamos a pensar na reação, nos elogios, no
reconhecimento dos outros, já não é Deus que receberá a glória. Às
vezes, é só isso que o inimigo precisa - tirar a atenção de Deus e
colocar em nós. Sem perceber, quanto mais atenção recebemos, mais
andamos na direção daquela atenção. A voz dos elogios não vem de
Deus e não nos conduz em direção a Deus. Então vem de onde? E leva
para onde?

ORAÇÃO:
  Obrigado Senhor, pelo privilégio de lhe servir. Se alguma obra
na qual participei lhe agradou ou alcançou a sua vontade eu fico
satisfeito. Guarde-me, meu Pai, da cilada de pensar que foi pelo
meu trabalho. Que o Senhor receba glória e honra em tudo. Em nome
de Jesus eu oro. Amém.

http://www.hermeneutica.com/jd/1/0123.html